Yoga: uma prática de corpo e alma.

 

No Ocidente conhecemos Yoga popularmente como uma forma de exercícios de alongamento e força, feitos através dos asanas, as posturas psico-físicas, como por exemplo a postura da cobra/bhujangasana, do peixe/matsyasana, do triangulo/ trikonasana, etc. São posturas psico-físicas pois afetam o corpo, a mente, as emoções , todos os níveis da pessoa. Tem originalmente seus nomes em sanskrito, pois são oriundas da herança milenar do Yoga decivilizações antigas, como Harappa e Mohenjo Daro, ao longo do não mais existente rio Saraswati, entre o leste do Pakistão e oeste da Índia. 

 

Certamente as posturas psico-físicas e outras práticas corporais fazem parte do Yoga, mas formam apenas como que a "pele" de todo um organismo de sabedoria muito maior e profundo. Debaixo desta "pele" existem também a "carne" e os ossos" de técnicas e fundamentos de entendimento, de experiências de disciplinas que desencadeam processos de consciência tanto corporal, como emocional, intelectual e espiritual. 

Essencialmente, no centro desse organismo  de conhecimento, há o conceito fundamental  de união do ser humano com sua própria essência, de integração entre todas as partes incluindo dualidades como: razão/emoção, sistema simpático/ sistema parasimpático, ação/inação, externo/interno, vigília/sono etc. Todos os sistemas são ligados  e a conscientização corporal favorece uma autorregulação que traz harmonia. A mitologia no yoga traduz esse conceito com a história de união entre Shiva/ Consciência e Parvarti (ou Shakti) /Matéria.

A prática e o conhecimento do Yoga trazem benefícios múltiplos e apropriados à intenção do praticante, independente se este vive no Oriente, no Ocidente, no presente, no passado ou no futuro, se tem uma religião ou não.